O ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), concluiu hoje o voto a favor de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) preste depoimento por escrito no depoimento que apura tentativa de interferência do líder do Executivo na Polícia Federal. A informação foi divulgada pela TV Globo. O pedido para que o depoimento fosse por escrito foi feito pela AGU (Advocacia-Geral da União), responsável pela defesa do presidente. Ontem, Marco Aurélio também já havia definido que o pedido será avaliado em plenário virtual.

Relator do caso, o ministro Celso de Mello, está de licença médica e foi substituído por Marco Aurélio. Celso havia determinado que os esclarecimentos de Bolsonaro fossem dados de forma presencial. Segundo a Globo, Marco Aurélio vai defender que o presidente tem como prerrogativa prestar depoimento por escrito mesmo como investigado em um inquérito, benefício previsto apenas para chefes de Poder.

Comentários

Comentários

Share.

About Author

Verbo Jurídico

Comments are closed.